Tudo sobre a banda britânica Muse formada por Matt Bellamy, Dom Howard e Chris Wolstenholme.

Instagram Facebook Twitter

[Curiosidades] Muse e 1984

1984, de George Orwell, é a expressão de um sentimento, e é uma advertência. O sentimento que expressa é de quase desespero acerca do futuro do homem, e a advertência é que, a menos que o curso da História se altere, os homens do mundo inteiro perderão suas qualidades mais humanas, tornar-se-ão autômatos sem alma, e nem sequer terão consciência disso.” (Erich Fromm – 1961)

E agora você, Muser, se pergunta: “O que Muse tem a ver com isso?”

Como já foi citado, 1984 foi escrito por George Orwell, e publicado em 1949. No futuro Orwelliano, o mundo está dividido em três grandes potências: a Oceânia, a Lestásia e a Eurásia (reconheceu o nome??).  A história se passa na Oceânia,  comandada pelo Partido, controlado pelo “Grande Irmão” (Big Brother), que tudo controla e tudo vê. Por trás desse apocalipse social, existe a história do amor entre Winston (nosso loser anti-herói) e Júlia.

O Partido descrito no livro era dividido em quatro Ministérios: o Ministério da Verdade (que era encarregado do contar as mentiras), o Ministério da Paz (encarregado da Guerra), o Ministério do Amor (literalmente, tratava do ódio), e o Ministério da Pujança (onde só havia escassez). As torres vistas nos palcos da turnê do The Resistance é uma clara referência ao livro, com a única diferença de que falta uma torre (vamos colocar o Morgan lá?), e de que no livro não são torres, e sim pirâmides.

1984 foi uma grande inspiração para Matt Bellamy. Podemos encontrar referências ao livro em todo álbum especialmente em Resistance (♪Kill your prayers for love and peace you’ll wake the thought police♪) e United States of Eurasia (♪And we know that there’s no one we can trust our ancient heroes, they are turning to dust♪). Talvez também tenha sido inspiração para outras músicas, como “Citizen Erased” , uma vez que no livro as pessoas são “apagadas” e a sociedade é controlada pela mentira (♪teach us to cheat and to lie, cover up what shoudn’t be shared♪)  e “City of Delusion” (♪I choose to hide from the all-seeing eye♪), onde acredito que esse “olho que tudo vê” seja o Grande Irmão (Big Brother), que tudo vê e tudo controla.

É muito legal quando começamos a entender a inspiração por trás da letra da música. Isso ajuda o ouvinte a ter uma nova interpretação.

Comments: 15

  • Lanny

    12 de maio de 2010
    reply

    Bem legal mesmo, eu realmente fiquei bem curiosa sobre o livro, espero conseguir por aqui uma versão traduzida!Tbm já pode fazer uma tag no twitter pedindo o Morgan na 4º torre!

  • Marii.

    12 de maio de 2010
    reply

    Que legal!!
    Nossa, adorei essa idéia que o Matthew teve!! Foi bem genial, igual a tudo que o Muse faz. 😀

  • Gabifaust

    12 de maio de 2010
    reply

    fique com vontade de ler esse livro. MUSE RULEZ!!!

  • FelipeMelo

    12 de maio de 2010
    reply

    Nossa esse livro eh demais demais msmo, qm ainda n leu leia =P fiquei mto feliz com essa inspiração passei a valorizar o muse ainda mais se eh q isso eh possivel. =P outro livro do Orwell mto bom eh a Revolução dos Bichos leiam pessoal 🙂

    • Cris_of_Cydonia

      12 de maio de 2010
      reply

      Estou louca prá ler a Revolução dos Bichos. Pior que quando eu era mais nova eu sempre via esse livro lá em casa e nunca dei bola. Agora que eu quero ler, não tem mais… vou ter que comprar =/

  • Buh

    12 de maio de 2010
    reply

    Absolutamente lindo… =)

  • maninhah

    15 de maio de 2010
    reply

    Eu li esse livro depois do cd (de ler sbre a tal inspiração, deu vontade) e.. chegava a imaginar o the resistance como trilha pra história… ashidfuhd é muito bom, vale a pena 🙂 🙂 🙂

    ATOOOOROON hsdfakjlashdflkjasdf

  • Nathalia

    15 de maio de 2010
    reply

    Também li o 1984 e a Revolução dos Bichos depois de ter ouvido o The Resistance. Adorei os dois e até passei a pesquisar e ler mais coisas sobre o Orwell (mania de estudante de Letras, =P).
    O Orwell foi um cara com uma vida fascinante, marcado pela experiência de duas guerras mundiais, do neocolonialismo, dos regimes totalitários da Europa, e, no entanto, era absolutamente contrário a qualquer forma de repressão social. Acho que isso é o que me encanta nele. E, provavelmente, influenciou também muito o Matt. xD

  • Nathalia

    15 de maio de 2010
    reply

    Pra quem quer versões traduzidas, a Cia. das Letras está publicando todos os livros do Orwell no Brasil. Boas traduções e preço legal. #ficadica

    Aliás, esse comentário do Erich Fromm aparece num dos posfácios da edição do 1984 da Cia. das Letras.

  • Cris_of_Cydonia

    19 de maio de 2010
    reply

    No site estantevirtual.com.br dá prá achar por menos de R$ 10,00. #ficadica

  • lucas

    31 de maio de 2010
    reply

    olha,coidado com esse negorcio de olho q tudo ver.
    Isso é demoníaco pesquizem,é sério e pesquisem sobre a verdadeira história do big brother o q significa de verdade isso!! flws abrçs

    • natalia_mjus

      3 de junho de 2010
      reply

      Que medo. To começando a ler o livro e se tiver tortura me avisem pq sou frouxa. 0.o

      • Cris_of_Cydonia

        4 de junho de 2010
        reply

        Tem bem pouquinho no final do livro. Mas é pouquinho mesmo.

        • Natalia_moonstarcollision

          13 de setembro de 2010
          reply

          Que alivio.
          Mas ainda nem acabei
          rsrs

  • MieBellamy

    18 de novembro de 2010
    reply

    O bellamy é um Geênio!!

Leave a Comment

%d blogueiros gostam disto: