Tudo sobre a banda britânica Muse formada por Matt Bellamy, Dom Howard e Chris Wolstenholme.

Instagram Facebook Twitter

10 coisas que você não sabia do Muse… por Daniel Newel

Quando não está tocando junto de orquestras de bandas, como do Paul McCartney, Queen e Elbow, ou até mesmo contribuindo para trilhas de filmes, incluindo Batman Dark Knight, Cold Mountain ou a trilogia The Lord of The Rings, o trompetista Daniel Newel (também conhecido como ‘Dan The Trumpet Man’ para os fãs) tem a regular tarefa de participar em gravações do Muse. Tendo sua estréia com o Muse acontecido no programa Later With Jools Holland, em 2006, quando ele tocou Knights of Cydonia e City of Delusion, Dan também participou da apresentação no estádio de Wembley em 2007, com isso, ele aprendeu algumas coisas sobre o trio.

1- A banda é realmente amigável.

A primeira vez que encontrei com eles foi para a gravação no Jools Holland. Eles eram fantásticos. Eu participei com inúmeras outras bandas, mas eles foram os primeiros que me convidaram para ficar em seu camarim. Eu me troquei por lá e ficamos conversando. Houve um momento que o Matt Bellamy virou e disse ‘Nós teremos alguns shows pela Europa nas próximas semanas, se estiver tudo bem, talvez você possa participar deles’, e assim tudo começou

2. Eles não são exigentes

Da primeira vez que ensaiamos, eles só disseram “ouça a faixa e aí vamos ensaiar ela”. Disseram que estavam felizes, mas será? Nós ensaiamos mais um pouco e ficou por isso mesmo. Não foram nem um pouco exigentes. Tudo se encaixou. Não há pretensão alguma nisso.

3- Matt Bellamy está sempre pensando em algo, mesmo quando parece estar concentrado na música

Logo no primeiro show eu disse para o Matt “tem como você olhar para nós e confirmar quando iremos para o local certo?” E ele concordou, dizendo para não nos preocuparmos. Durante o show, ele estava tocando bem distante no palco, de repente ele olhou para trás e balançou a cabeça nos confirmando a hora certa. Isso foi algo incrível.

4- Eles não fazem abraços em grupo antes dos shows

Não existe nenhum tipo de ritual pré show. Dom Howard, talvez fique batendo com suas baquetas em alguma coisa, mas eles ficam normalmente calmos. Não é um clima tenso. Matt vem e diz “vamos lá, galera” e nós vamos. Nunca houve um momento estranho, sempre foi algo bem tranquilo. Mas não existe aquele tipo de ritual pré show na qual a banda se abraça ou coisa do tipo.

  5- Você nunca sabe onde o Muse irá  aparecer

Em Wembley foi incrível como eles apareceram do meio do público no começo do show. Matt sempre brinca de me jogar no meio da platéia, ou me suspender no alto durante o meu solo. Em todo lugar que vamos ele faz a mesma brincadeira, mas sempre fico no palco.

6- Suas exigências são estranhamente….normais

Não existe nenhum tipo de estranhesas que a banda pede em seus camarins. Eles gostam de muitas frutas e verduras, um mixer de frutas, muitas Berroca (um tipo de efervecente), Red Bulls e cervejas.

7- Nos backstages tem mais músicas clássica do que rock’ n’ roll

Matt é um músico incrível. Nós conversamos sobre diferentes tipos de música. Ele entende de música., isso que faz dele um grande músico. Ele não está preso num único tipo ou gênero musical, e você pode notar isso pelas suas letras. Suas influências no piano vêm muito de Rachmaninoff.

8- O setlist dos shows podem mudar a qualquer momento.

Ás vezes eles montam o set list no último minuto. Houve uma vez que o Matt decidiu que queria tocar City of Delusion num show, isso de último minuto. O empresário deles me ligou e perguntou “Dan, onde você está?…. e qual o aeroporto mais próximo de você?”

9- Eles estão sempre aprendendo

Eu tentei ensinar a banda a tocar trompete algumas vezes. Dom é muito bom, Chris tem um dom natural pra coisa. Ele (o Chris) é muito bom no trompete.

10- E o novo disco do Muse está….

 Está muito bom! Eu ouvi umas duas músicas para ver como estão, e está ótimo, mas eu não sei muito sobre como é o disco, para ser honesto.

Daniel Newell

Daniel Newell - Trompetista

Written By

A equipe mais animada, doida, faladeira e confusa que um fã clube de Muse poderia ter. Nós amamos Muse de todo o coração assim como (a maioria) dos seus fãs. A dedicação é de coração.

Comments: 6

  • Izaa.

    28 de maio de 2012
    reply

    Matt com certeza é um grande músico! Fodástico! E esse novo disco PROMETE!! *o*

  • WolstenBellDom

    30 de maio de 2012
    reply

    Muse é foda! *–* Estou bem confiável com o proximo album, sei q não vou me decepcionar !

    • mari

      11 de junho de 2012
      reply

      penso o msm.. eles nao vao decepcionar.. vai ser incrivel,perfeito e diferente..

  • leo913

    1 de junho de 2012
    reply

    se ele escutou duas musicas suponho q as duas tem trompete

  • Polly

    2 de junho de 2012
    reply

    com certeza sera um disco maravilhoso…como sempre!

  • dannyy

    6 de junho de 2012
    reply

    Chris é ótimo em tudo! :B

Leave a Comment

%d blogueiros gostam disto: