Tudo sobre a banda britânica Muse formada por Matt Bellamy, Dom Howard e Chris Wolstenholme.

Instagram Facebook Twitter

E SE O MUSE LEVAR GARRAFADA NO DOWNLOAD FESTIVAL?

A Inglaterra tremeu com a rápida turnê de promoção de Psycho e Dead Inside, com a banda e os fãs perdendo a cabeça com raridades como Futurism, Fury e Dead Star. Mas muitos ainda duvidam que o Muse será capaz de encarar o desafio de sua próxima apresentação na terra natal. Ela está marcada para acontecer em Donington Park, no condado de Leicestershire, no dia 13 de junho, como headliners do Festival Download, que tem 13 anos de tradição e já exibiu nomes como Iron Maiden, Metallica, Black Sabbath e Megadeth no line-up. A Gigwise ouviu os conselhos do cantor de hip-hop Lethal Bizzle, que já foi vaiado em Donington, prevenindo o Muse para uma possível rejeição do público heavy metal do festival. O link traz um vídeo da entrevista, com imagens das garrafadas que Bizzle levou, e aqui você acompanha a tradução da matéria:

 

2978810193_1_3_d7jf04GZ

 

Às vezes, o verdadeiro caráter de um homem só pode ser medido quando colocado sob uma pressão extraordinária. No caso do pioneiro do grime, Lethal Bizzle, esse momento veio no palco do Download Festival em 2008, com uma chuva de garrafas caindo sobre ele.

matt-bellamy-throws-bottle-oNo mesmo ano em que Jay-Z se tornou o primeiro headliner hip-hop em Glastonbury, Lethal Bizzle ganhou uma vaga no segundo palco de Donington. Mesmo na época de ‘Grindie’ em 2008, Bizzle era de longe a atração mais controversa do line-up. O público do festival fez petições, destilou ódio em fóruns da internet, e se mostrou abertamente hostil à possibilidade de vê-lo no palco.

 

 

“Não tem lugar pro Lethal Bizzle… ou qualquer show do meu estilo por lá” Bizzle conta à Gigwise, “Eu não sabia disso na época”.

 

Ele entrou no palco depois de ser apresentado pelo DJ Twister, e o massacre começou. Nas palavras de Bizzle, ele foi atacado por “copos de plástico, de vidro, garrafas e potinhos de iogurte”. Ele fez da performance um sucesso usando psicologia reversa, hip-hop clássico e pura coragem.

 

“Eu não ia simplesmente abandonar o palco e fazer o que eles queriam”, diz ele.

 

matt-bellamy-bottle-throw-oEle deixou algumas palavras de conselho para o Muse, que vai tocar no Download em 2015, caso a plateia fique hostil. “Não saiam do palco. Terminem o set. Não deixem que te atormentem até vocês começarem a considerar terminar o show mais cedo… e talvez algumas das minhas táticas: podem tentar psicologia reversa e falar pra eles: “Muse é uma merda”, ou algo assim. Alimentem o ego da plateia – e com sorte vocês podem reverter a situação e fazê-los apreciar seu talento. Boa sorte nessa, amigos!”.

 

Entre as outras atrações deste ano no Download Festival, estão Slipknot, Judas Priest, Marylin Manson, KISS e Mötley Crüe. Nossos meninos encerram a noite de sábado no palco principal, logo após os veteranos do Faith No More. E aí, o Muse vai encarar?

 

Download_Festival_2015

 

Fonte: Gigwise
Tradução: Flavia

Written By

Drone Master, mandante do crime, designer, programadora, amante de Muse mais do que a mãe (mentira, até porque a mãe ama Muse também) e também de Arctic Monkeys. Rondam-se boatos de que ela não seja Homo sapiens e sim Canis lupus.

Comments: 1

  • Andre Barros da Silva

    12 de abril de 2015
    reply

    O muse será headline então esqueça este tipo de coisa ! Aliás, também será em Viena e lá estarei presente!

Leave a Comment

%d blogueiros gostam disto: