Tudo sobre a banda britânica Muse formada por Matt Bellamy, Dom Howard e Chris Wolstenholme.

Instagram Facebook Twitter

[EQUIPAMENTOS] CHRIS, DOM E MORGAN

CHRIS WOLSTENHOLME

Baixo

Entre as duas marcas de baixo mais usadas por Chris estão a Status Graphite e a clássica Fender. A primeira é responsável pelos modelos signature dele, como o baixo de 5 cordas com acabamento de fibra de carbono e led nas marcações da escala, e o de quatro cordas com o mesmo acabamento e também com led, baseado no modelo S2-Classic, que ele usou entre 2010 e 2012. Também tem o famoso Status Kitara Doubleneck bass, usado para Madness ao vivo, e o Status Original Series II, o curioso baixo sem headstock.

A icônica marca Fender também tem forte presença no set up do baixista, que é fã do modelo Jazz Bass, tendo em sua coleção: American Standard; Sunburst 1977; Butterscotch 1973; Vintage ’75; e vários American Deluxe (o tangerina com escala em maple usado desde o Live 8, o tangerina com escala em jacarandá usado desde a turnê BH&R, um preto, um branco, um cromado de escalas em maple, e um preto de 5 cordas e escala em maple usado também a partir da turnê BH&R).

Além desses, Chris também usa o clássico Rickenbacker 4001 para Knights Of Cydonia e, a menos frequente no setlist, Map Of The Problematique; um Noah Excalibur do vídeo de Uprising; e a marca Pedulla, usada de 1999 a 2007 (tal marca foi substituída pela Fender em seu set). Os baixos de Chris normalmente possuem corpo em alder, braço em maple, e a escala varia entre maple e jacarandá, combinações bem famosas.

Status Graphite Signature

Status Graphite Signature

 

Status Graphite Custom

Status Graphite Custom

 

Status Kitara Doubleneck

Status Kitara Doubleneck

 

Baixo Pedulla

Baixo Pedulla

 

Status Graphite Classic S-2

Status Graphite Classic S-2

 

Status Graphite Original Series II

Status Graphite Original Series II

 

Noah Excalibur

Noah Excalibur

 

Fender Jazz Bass American Deluxe

Fender Jazz Bass American Deluxe

 

Fender Jazz Bass American Deluxe - BH&R

Fender Jazz Bass American Deluxe – BH&R

 

Fender Jazz Bass American '77

Fender Jazz Bass American ’77

 

Rickenbecker 4001

Rickenbecker 4001

 

 

Efeitos

Estamos acostumados a ver baixistas com uma cadeia de efeitos simples, mas se tratando de Muse não há espaço para muita simplicidade. Sua cadeia de efeitos mantém uma base: Line 6 FM4, Boss DD3, Akai Deep Impact, Big Muff Pi (Russo), Boss OC2, Human Gear Animato Distortion e Digitech Bass Synth Wah. Essa base, mesmo que com pequenas mudanças, é matida até hoje, a partir do The Resistance diversos efeitos foram adicionados, entre eles: Zvex Wooly Marmmoth, TC Electronic GMajor2, Electrix Filter Queen, Empirical Labs Distressor e uma infinidade de pedais da Way Huge (Aqua Puss, Green Rhino, Fat Sandiwich, Swollen Pickle, Angry Troll e Pork Loin).

rig

Equipamento Completo

 

Efeitos - Era The 2nd Law

Efeitos – Era The 2nd Law

 

Amplificadores

Chris já usou amplificadores da marca Ampeg, Marshall (DBS 7400) e simuladores como Line 6 Bass XT Pro, Tech21 Sansamp PSA 1.1 e, a partir do The 2nd Law, aderiu ao Kemper Profiling Amp, assim como Matt. Além desses, foi notada a presença do Markbass SD1200 no rack da turnê do álbum Drones.

Amplificadores - Era Drones

Amplificadores – Era Drones

CURIOSIDADE: Chris toca diversos instrumentos e possui uma invejável coleção de guitarras, recentemente postou fotos do seu arsenal.

11820550_845195352265387_59064148_n

guit

DOMINIC HOWARD

Dom já usou uma infinidade de kits, com destaque para as marcas Tama (endorsado até 2005) e DW, mas alguns chamam mais a atenção. Entre os vários kits usados no início da carreira, o mais comum de se ver ao vivo era um Tama Starclassic Performer preto, tragicamente assassinado por Matt. Já na era OoS, um DW azul e vermelho foi usado nas gravações do álbum (também presente em apresentações ao vivo em 1999), e durante a turnê kits Tama Starclassic foram os escolhidos, um prata (visto nos clipes de Feeling Good, Hyper Music e Plug in Baby) e um branco, destruído por Matt e Chris durante a execução de Bliss no último show da turnê.

Tama Starclassic Performer

Tama Starclassic Performer

 

DW

DW

 

Tama Starclassic

Tama Starclassic

 

Para Hulabaloo Dom usou um Tama Starclassic azul, mas chegando na Era Absolution o Tama Starclassic cromado e preto foi o escolhido para as apresentações. Já o mais famoso da turnê de Black Holes and Revelations foi novamente um Tama Starclassic, mas dessa vez transparente.

Starclassic Hulabaloo

Starclassic Hulabaloo

 

Starclassic BH&R

Starclassic BH&R

 

Com a chegada de The Resistance os kits de Dom passaram chamar mais a atenção, foi nesse período que ele foi endorsado pela DW e usou o maravilhoso kit preto e branco com arabescos, embora na turnê ele também tenha usado um DW dourado e, na gravação, um perolado. Para as performances de Undisclosed Desires e Exogenesis Pt 1 foi preciso um complemento a mais, sendo usados, respectivamente, um TD20kx V-Drums e um set de Tímpanos (percussão).

Gravação The Resistance

Gravação The Resistance

 

Kit pricipal The Resistance

Kit pricipal The Resistance

 

tr

 

Kit Secundário - The Resistance

Kit Secundário – The Resistance

 

Undisclosed Desires

Undisclosed Desires

 

Tímpa

Tímpano

 Já para The 2nd Law, o kit foi um DW Jazz Series com acabamento em espiral, complementado com um Roland HPD-8 para a execução de Madness e um carrilhão para Explorers. A percussão também foi explorada nas gravações, em seu twitter foi postada uma foto dele tocando Tablas, presente em Animals. Por fim, em Drones ele passou a usar um kit da Q Drum Co., embora não figure na lista de artistas da marca.

The 2nd Law

The 2nd Law

 

Tablas para Animals

Tablas para Animals

 

Dronesdrums

Q Drum – Drones

 

Kit Atual - Drones

Kit Atual – Drones

 

Obs.: A esmagadora maioria dos pratos usados por Dom são da Zildjian (K e FX Oriental), enquanto suas baquetas são Vic Firth (embora sua signature da Promark), possuindo uma linha em seu nome.

Baquetas Promark

Baquetas Promark

 

Baquetas atuais: Vic Firth

Baquetas atuais: Vic Firth

MORGAN

Apesar de ficar escondido, Morgan tem uma importância enorme para o som do Muse ao vivo, ele possui sua parcela de crédito na grandiosidade da banda em seus shows. O equipamento usado por ele é um mistério, mas alguns itens conseguem ser notados, como o teclado Clavia Nord Modular G2 (usado para efeitos vocoder, posteriormente substituído pelo Novation Mininova), o Novation ReMOTE SL61, o sintetizador MiniMoog Voyager RE, Korg KP3 (sua versão anterior, o KP2 é utilizada por Matt em sua guitarra), Damage Control TimeLine, Electrix Filter Factory e Mo-FxMK2. Na turnê The 2nd Law ele passou a usar o teclado Doepfler D3M, já com Drones ele mudou para o Moog Sub37, além disso ele também é adepto do Kemper Profiling Amp.

Photo of Morgan NICHOLLS and Dominic HOWARD and MUSE

Morgan2

Comments: 1

Leave a Comment

%d blogueiros gostam disto: